Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

BB estima fechar cerca de 30 agências em SP

O vice-presidente do Banco do Brasil, Aldo Mendes, disse hoje que não mais que 30 agências bancárias precisarão ser fechadas no Estado de São Paulo, em locais que, por razões econômicas, não caberiam duas unidades - uma do BB e outra da Nossa Caixa. A sobreposição é muito menor do que pensávamos no início, afirmou, em entrevista coletiva à imprensa após o anúncio de que o BB fechou a compra da instituição estadual por R$ 5,386 bilhões.

Agência Estado |

O executivo informou que o BB era o terceiro colocado em número de agências localizadas no Estado de São Paulo, com 772, atrás de Bradesco e Itaú. Ele ressalvou que o levantamento foi realizado antes da operação do Itaú com o Unibanco. Após o recente movimento de consolidação, Banco do Brasil e Nossa Caixa passam a liderar o ranking, com 1.324 agências. O Itaú Unibanco possui 1.240, o Santander Real tem 1.204 e o Bradesco, 1.168. Segundo Mendes, o número de agências da Nossa Caixa foi um dos principais indicadores estratégicos da aquisição.

Mendes destacou que enquanto o crescimento dos bancos privados ocorreu de São Paulo para o Brasil, no BB o movimento acontece no sentido inverso. Ele citou ainda as compras do Banco de Santa Catarina (Besc), do Banco do Piauí e lembrou que já foram anunciados estudos para aquisição do Banco de Brasília.

Ao falar da consolidação do sistema financeiro nacional, Mendes citou que em 1995 cerca de 55% dos ativos bancários eram detidos pelos dez maiores bancos, e em junho de 2008 esse porcentual era de 75%. Segundo ele, há um movimento de consolidação das instituições em busca de escala e eficiência.

Fundos de investimento

O Banco do Brasil deverá retomar a liderança de administração de fundos de investimento, segundo o vice-presidente da instituição, Aldo Mendes. Com a Nossa Caixa, os recursos de terceiros administrados pelo BB passam de R$ 244,2 bilhões para R$ 271,5 bilhões, com crescimento de 11%. Os ativos totais dos dois bancos somados chegam a R$ 512,4 bilhões. A carteira de crédito aumenta 6%, para R$ 213,7 bilhões, enquanto os depósitos totais crescem 15%, para R$ 264 bilhões.

O executivo destacou que a Nossa Caixa é um banco "extremamente líquido", com a relação crédito sobre depósito de menor custo de 38%. No BB, essa relação é de 157%. Juntos, os dois bancos terão uma relação crédito sobre esse tipo de depósito de 135%. Na prática isso significa que o banco terá condições de captar com taxas ainda menores em relação aos concorrentes. "Isso dá condições de assegurar depósitos mais competitivos."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG