Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Basf terá semente de arroz importada para 20 mil hectares

Porto Alegre, 13 - A Basf vai colocar no mercado, na safra 2008/09, sementes importadas da Argentina da variedade Puitá Inta CL, a primeira cultivar de arroz da empresa a obter registro no Brasil, que foi concedido em 17 de julho deste ano. O volume disponível ainda será pequeno, suficiente para cultivar 20 mil hectares de plantio comercial.

Agência Estado |

Além disso, também serão transferidas sementes para três mil hectares de lavouras para multiplicação. A Basf explicou que não havia disponibilidade no mercado argentino para importar uma quantidade maior.

Com a multiplicação do material, a companhia prevê ofertar volume suficiente para plantio de 200 mil hectares com sementes certificadas na safra 2009/10. Antes que a introdução fosse feita de forma legal no mercado, o Ministério da Agricultura interditou, em julho, 462 toneladas da Puitá à venda no varejo de Uruguaiana e São Gabriel (RS). O produto foi localizado por meio de denúncias feitas à superintendência federal da Agricultura.

Conforme a Basf, o valor de royalty a ser cobrado pela patente da tecnologia está sendo negociado e valerá na safra 2009/10. A empresa acrescentou que o agricultor que comprar o produto importado na safra atual não terá custo adicional. A companhia observou que a Puitá é uma variedade diferente da Irga 422CL, que tem o mesmo objetivo de tolerância ao herbicida Only, produzido pela Basf. A 422CL foi lançada em 2003 no mercado brasileiro. O uso da semente, combinado com o herbicida, pretende combater o arroz vermelho, praga que afeta a maior parte da lavoura gaúcha.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG