BRASÍLIA - A base monetária (papel moeda emitido mais reservas bancárias) apresentou aumento de 2,7% em setembro na comparação com o mês antecedente, para R$ 137,544 bilhões. Os números, divulgados hoje pelo Banco Central (BC), referem-se ao conceito de média dos saldos diários.

Em 12 meses, o acréscimo correspondeu a 11,7%. Pelo critério de saldos no fim do mês, a base monetária expandiu-se 3,7%, totalizando R$ 136,936 bilhões. Em 12 meses, foi registrado crescimento de 13,8% considerando este critério.

O saldo de papel-moeda emitido ficou em R$ 98,211 bilhões, com aumento de 2,5% no mês passado. As reservas bancárias subiram 6,9%, somando R$ 38,725 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.