Nova York - O preço do barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) subiu nesta terça-feira 10,4% e fechou a US$ 70,53 em Nova York, em uma jornada de forte queda do dólar e de alta na Bolsa de Wall Street, enquanto os americanos vão às urnas para escolher um novo presidente.

No final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (NYMEX), os contratos de petróleo WTI para entrega em dezembro subiram US$ 6,62 e fecharam no nível mais alto desde 21 de outubro.

O barril do WTI chegou a ser negociado hoje, em alguns momentos, a US$ 71,77.

Os valores dos combustíveis também registraram sólidas altas, após terem oscilado geralmente em queda em pregões recentes.

Os contratos de gasolina para entrega em dezembro subiram US$ 0,17 e fecharam a US$ 1,5327 por galão (3,78 litros).

O gasóleo para o mesmo mês ficou a US$ 2,1616 por galão, também US$ 0,17 mais caro que no dia anterior.

O gás natural para entrega em dezembro fechou a US$ 7,21 por mil pés cúbicos, US$ 0,38 acima do preço que tinham na segunda-feira.

O preço do petróleo WTI neutralizou hoje a queda de quase 6% registrada no pregão anterior, enquanto persiste a inquietação por causa de uma redução na demanda de petróleo e de combustíveis nos próximos meses nos Estados Unidos e outros países, devido a um retrocesso na atividade econômica.

O valor do petróleo no mercado nova-iorquino seguiu, em recentes pregões, o caminho marcado pela Bolsa de Wall Street, onde, nos últimos pregões, predominou um ambiente volátil, mas mais moderado que em semanas anteriores.

A Bolsa de Nova York mantinha hoje uma sólida tendência em alta e seus principais índices registravam alta de cerca de 2%, ao final do pregão no NYMEX, enquanto os investidores aguardam o resultado das eleições que acontecem hoje nos Estados Unidos.

Leia mais sobre petróleo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.