Nova York, 29 set (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) caiu hoje 9,8%, para US$ 96,37, em um ambiente de maior incerteza sobre a evolução da demanda depois de a Câmara de Representantes (baixa) americana ter rejeitado o plano de resgate financeiro arquitetado pelo Governo.

Ao fim do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos do Texas para entrega em novembro caíram US$ 10,52 frente ao preço anterior, após atingir US$ 95,04 pouco antes do fechamento.

Os contratos de Texas com vencimento mais próximo vinham sendo negociados acima dos US$ 97 desde 16 de setembro.

Os valores dos combustíveis seguiram a mesma tendência do petróleo e registraram da mesma maneira fortes quedas, em paralelo também ao fortalecimento do dólar perante o euro e outras divisas.

Os contratos de gasolina para entrega em outubro fecharam a US$ 2,3970 o galão (3,78 litros), após queda de US$ 0,26 frente ao preço anterior.

O gasóleo de calefação para entrega nesse mesmo mês finalizou o pregão a US$ 2,7604 o galão, valor US$ 0,23 menor em relação à sexta-feira.

O valor dos contratos de gás natural para novembro caíram US$ 0,25, para US$ 7,22 por mil pés cúbicos.

O fortalecimento do dólar tende a reduzir o fluxo de fundos para o petróleo e outras matérias-primas negociadas na moeda americana, que ficam mais caras quando empregadas outras divisas mais fracas.

EFE vm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.