Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Barril do Brent sobe 3,2% e volta a romper barreira dos US$ 45

Londres, 21 jan (EFE).- O barril de petróleo Brent fechou hoje em alta de 3,2% em Londres, a maior das últimas duas semanas, impulsionado pelas informações de um eventual plano de resgate bancário do presidente americano, Barack Obama.

EFE |

O barril do petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, para entrega em março fechou a sessão a US$ 45,02, US$ 1,40 a mais que no pregão anterior do International Exchange Futures (ICE).

O "efeito Obama" foi sentido no mercado de futuros de Londres e na maioria dos mercados mundo, diante da expectativa de que o novo presidente dos Estados Unidos inicie um plano de estímulo da maior economia do mundo.

Durante o dia, o preço do barril do Brent atingiu um preço máximo de US$ 45,19 e um mínimo de US$ 42,85.

Os operadores atribuíram a pequena variação dos preços à falta de impulso no mercado petroleiro, enquanto permanece a previsão de uma queda da procura da commodity como conseqüência da crise financeira mundial.

A alta de hoje contrastou com as quedas das últimas duas sessões, nas quais o barril perdeu 6% por causa do relatório da Agência Internacional da Energia (AIE) da semana passada sobre a procura por petróleo em 2009.

O relatório reduziu a expectativa de consumo em um milhão de barris por dia, situando-se em torno dos 85,3 milhões de barris diários este ano. EFE fpb/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG