Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Barril da Opep é negociado com valor mais baixo em 19 meses

Viena - O barril da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) foi negociado nesta quarta-feira a US$ 60,82, após uma queda de US$ 3,53 em relação ao pregão anterior, caindo para seu valor mais baixo em 19 meses, segundo a secretária do cartel em Viena.

EFE |

O preço da commodity da Opep deu um novo salto em sua tendência de baixa, empurrada pela perspectiva de que o esfriamento da economia reduzirá o consumo de petróleo.

Esta foi a linha apontada pelos dados divulgados pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos, que indicaram que as reservas de petróleo e de gasolina subiram na semana passada pela quarta vez consecutiva, enquanto persistem os sinais de que a demanda se manterá abaixo dos níveis registrados há um ano.

Para enfrentar esta queda livre, a Opep realiza nesta sexta-feira em Viena uma reunião de urgência na qual deve reduzir o nível de sua produção.

O presidente rotativo da Opep e ministro da Energia da Argélia, Chakib Khelil, advertiu que os 13 países do grupo não decidiram ainda a dimensão da redução da cota oficial vigente, fixada em 28,8 milhões de barris diários (mbd), que exclui o bombeamento do Iraque e da Indonésia.

A empresa de consultoria especializada JBC indicou em sua análise de mercado de hoje que espera que a Opep reduza seu bombeamento em até 2 mbd até o fim do ano.

Esse corte, segundo a JBC, acontecerá em duas fases, uma primeira que seria aprovada na reunião de amanhã, e outra que seria decidida no encontro convocado para Oran (Argélia) em dezembro.

Leia tudo sobre: petroleo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG