Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Barreiras serão monitoradas

Diante da pressão dos países emergentes, a Organização Mundial do Comércio (OMC) passará a monitorar o impacto dos pacotes de socorro e suas eventuais transformações em medidas protecionistas. A entidade garante que vai olhar, principalmente, para as repercussões das medidas adotadas nos EUA e Europa nos interesses dos países em desenvolvimento.

Agência Estado |

Um relatório sobre as eventuais medidas protecionistas adotadas pelos governos será elaborado antes da reunião do G-20, em abril, e a OMC espera que o levantamento seja usado como base para o debate da cúpula das maiores economias do mundo.

Mas Argentina, Bolívia, Cuba e Venezuela querem antes um debate sobre como exatamente esse monitoramento será feito. O que esses governos não querem é que a OMC se concentre em medidas como elevação de tarifas, e se esqueça dos bilhões de dólares dados pelos países ricos para as suas indústrias.

Por ano, quatro levantamentos seriam publicados sobre o impacto da crise e os governos passariam informações sobre suas novas medidas restritivas. Denúncias também serão aceitas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG