Londres - Um grupo de banqueiros londrinos advertiu nesta terça-feira de que apresentará um processo por quebra de contrato se não receber as bonificações milionárias estipuladas em seus acordos trabalhistas.

Os banqueiros, todos eles ao nível de diretor-executivo, contrataram o advogado Ronnie Fox, do escritório de mesmo nome, para que prepare uma ação legal se for necessário, informou hoje o jornal "Evening Standard".

A publicação informou que os banqueiros em questão temem não receber as bonificações às quais alegam ter direito, já que suas áreas teriam registrado lucro.

A eventual proibição do pagamento de gratificações poderia ser uma violação dos direitos humanos dos afetados, dizem especialistas legais consultados pelo periódico.

A ameaça dos banqueiros foi feita poucas horas depois que um porta-voz de Downing Street afirmou que o primeiro-ministro, Gordon Brown, quer que os empregados dos bancos que receberam dinheiro público renunciem às suas gratificações.

Entre os banqueiros em questão, afirma o jornal, há um que elaborou uma estratégia para transformar as perdas em lucro, mas que foi demitido depois que seu departamento registrou prejuízo.

Leia mais sobre bancos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.