Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancos pesam e Europa fecha o dia sem rumo definido

LONDRES - As principais bolsas européias fecharam sem uma direção definida nesta quarta-feira, com os mercados da região apresentando perdas e ganhos nesta sessão, puxados basicamente pelo mau desempenho do setor bancário e pelo declínio no mercado de ações norte-americano. O aumento no desemprego do Reino Unido no ritmo mais acentuado desde 1991 também contribuiu para a queda, reforçando as perspectivas de fraqueza na economia.

Agência Estado |

Entre as altas, a Bolsa de Londres subiu 0,35%, Madri avançou 0,32% e Lisboa registrou a maior elevação entre seus pares, de 1,37%. Já entre as baixas, a Bolsa de Paris cedeu 0,30% e a de Frankfurt recuou 0,46%.

O setor bancário teve o pior desempenho do dia, pressionado pelo francês BNP Paribas, que caiu 17,24% em Paris depois de divulgar um prejuízo antes de impostos de 710 milhões de euros na divisão de empresas e investimentos de janeiro a novembro deste ano.

O número inclui uma perda potencial de 350 milhões de euros relacionada ao esquema de Bernard Madoff, ex-presidente da Bolsa eletrônica Nasdaq preso na semana passada por fraude financeira no valor de US$ 50 bilhões.

Ainda no setor, o banco alemão Deutsche Bank caiu 8,82% em Frankfurt, o francês Société Generale cedeu 5,77% em Paris e o conglomerado financeiro HSBC perdeu 6,01% em Londres.

Já o Fortis subiu 5,49% em Bruxelas depois de anunciar que reincorporará uma unidade de seguros da Bélgica por conta de uma decisão temporária que proíbe a venda da unidade ao banco francês BNP Paribas. A corte ainda divulgará uma decisão final a respeito do assunto.

No setor de serviços públicos, a Electricité de France avançou 2,16% em Paris após chegar a um acordo para adquirir 50% das operações de geração de energia nuclear da norte-americana Constellation Energy Group. A E.ON ganhou 0,87% após confirmar que havia fechado acordos para vender mais de 2,2 gigawatts (GW) da capacidade de geração de energia na Alemanha para a Electrabel, uma unidade da GDF Suez, e para a EnBW Energie Baden-Wuerttemberg. A GDF teve alta de 3,38% em Paris, enquanto a EnBW caiu 0,2%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: bolsas européias

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG