Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancos lideram lucros no semestre

O setor bancário brasileiro teve os maiores lucros entre as empresas de capital aberto do País no primeiro semestre de 2008. Juntos, os 25 bancos brasileiros somaram lucro de R$ 16,579 bilhões, 13,1% mais em relação ao mesmo período de 2007, quando as instituições tiveram lucro de R$ 14,656 milhões, em valores nominais sem ajuste pela inflação.

Agência Estado |

É o que mostra um estudo da consultora Economática, divulgado ontem, em São Paulo.

No período, o ganho dos bancos representou 23,9% do lucro das empresas que têm ações listadas na Bolsa de Valores. Entre as dez empresas com maiores ganhos individuais, quatro são do setor bancário: Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Unibanco.

O segundo setor mais lucrativo é o de petróleo e gás, cujo lucro no semestre foi de R$ 15,809 bilhões e representa 22,8% do total. Com seis empresas que negociam ações na bolsa, o resultado do setor é encabeçado pela Petrobrás, que conquistou o maior lucro líquido individual do período: R$ 15,708 bilhões, 43,7% superior ao registrado no primeiro semestre do ano passado.

Commodities

Apesar do bom momento das commodities, o setor de mineração, com lucro de R$ 6,937 bilhões, passou para a quarta posição entre os mais lucrativos, com queda de lucratividade no semestre de 36,6%. Mesmo assim, a Vale é a segunda empresa mais lucrativa do País, com ganhos de R$ 6,825 bilhões no primeiro semestre.

Na frente de mineração, na terceira posição, ficou o setor de energia elétrica. As 37 companhias de energia obtiveram lucros de R$ 8,765 bilhões no período, ante R$ 7,828 bilhões do primeiro semestre do ano passado.

O estudo analisou as informações prestadas pela empresa à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e mostra ainda que o lucro de todas as 317 companhias listadas na Bovespa cresceu 8,97% nos primeiros seis meses do ano. O lucro acumulado dos quatro setores melhor colocados - um total de 73 empresas - foi de R$ 48,091 bilhões, ou 69,4% do lucro total das empresas da Bovespa.

Na avaliação de Walter Machado, presidente do conselho do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), a lucratividade dos bancos é reflexo do crescimento da economia brasileira, que tem impulsionado o crédito. "A busca de financiamentos por empresas e pessoas físicas e a elevação da taxa de juros é uma boa química para o setor", avalia.

Investimentos

De acordo com Machado, a lucratividade dos bancos deve se manter nos próximos meses. Ele recomenda a compra de papéis de empresas do setor. "Mesmo com os altos e baixos da bolsa, que são um sinal da volatilidade do mercado internacional, o investidor deve ter visão de longo prazo e aproveitar o momento para comprar ações de bancos, empresas de energia e agronegócio."

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG