Os bancos italianos se salvaram da crise dos créditos hipotecários de risco americanos, os subprime, porque falam pouco inglês, afirmou o ministro italiano da Economia, Giulio Tremonti, em entrevista ao jornal francês Les Echos.

"Nossos bancos sofreram pouco a crise dos 'subprime'. São raros aqueles nos quais se fala inglês. A exposição aos ativos podres foi, em consequência, muito limitada. Hoje nossos banqueiros não pedem nossa ajuda", disse Tremonti.

Ao comentar a atual situação e os instrumentos para sair da crise, Tremonti disse que o G8, presidido atualmente pela Itália, e integrado ainda por Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia, "já não é representativo do mundo em que vivemos".

Para Tremonti, no entanto, o G20 também não é o fórum ideal por não contar entre seus membros com países como Espanha e Egito.

O ministro italiano disse ainda estar disposto a aceitar "qualquer solução que amplie o G8".

Leia mais sobre subprime

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.