Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancos e mineradoras pressionam índices europeus para baixo

LONDRES (Reuters) - As ações européias caíram nesta quarta-feira, diante do recuo dos papéis das mineradoras e de bancos, estes abalados após o Lehman Brothers ter divulgado um prejuízo trimestral e anunciado medidas para reestruturar a companhia. O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,64 por cento, para 1.148 pontos, após ter caído mais de 1 por cento durante o pregão. O índice já caiu quase 24 por cento neste ano.

Reuters |

O Lehman informou que planeja vender uma parcela majoritária em sua unidade de gestão de investimento e desmembrar ativos relacionados ao setor imobiliário comercial, à medida que luta para aumentar capital. [ID:nN10416758]

As ações de bancos foram as que mais pesaram negativamente no índice europeu, com os papéis do Credit Agricole caindo 4,8 por cento, do Dexia 3,7 por cento, do Royal Bank of Scotland 3,6 por cento, do Barclays 5,3 por cento e do UBS 1 por cento.

'Não há relação direta entre os problemas do Lehman e a Europa, mas essa é a reação financeira normal', disse Christophe Donay, estrategista no Kepler Equities de Paris.

'São mais más notícias. Isso mostra que a contaminação da crise de crédito está longe de acabar'.

As preocupações sobre a saúde do setor financeiro continuam. O Credit Agricole, o maior banco de varejo da França, informou que cortaria 500 postos de trabalho em Calyon, sua unidade de banco de investimento que tem sido fortemente abalada pela crise de crédito.

As ações de mineradoras foram atingidas, também acompanhando o declínio dos preços dos metais. Os papéis do BHP Billiton, Anglo American, Vedanta Resources, Lonmin, Kazakhmys, Xstrata, Antofagasta e Rio Tinto caíram entre 0,3 e 8,8 por cento.

Os papéis da GlaxoSmithKline subiram perto de 2 por cento.

A companhia está gastando 1,5 bilhão de dólares para desenvolver novos medicamentos com a Cellzome, de acordo com os dois grupos.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 0,91 por cento, a 5.366 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,37 por cento, para 6.210 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,23 por cento, para 4.283 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,64 por cento, a 21.499 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou recuo de 1,49 por cento, para 11.180 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve queda de 1,69 por cento, para 8.287 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash. Reportagem adicional de Brian Gorman)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG