O ex-presidente da Federal Reserve (Fed), Alan Greenspan, afirmou nesta sexta-feira que os bancos americanos precisam ainda de mais US$ 850 bilhões para recompor seus fundos próprios e para começar a operar de forma normal.

"O mercado reclama uma margem de fundos próprios de 13% a 14% (contra 10% atualmente"), destacou Greenspan, apoiando seu raciocínio nas diferenças das taxas ("spread") atualmente praticadas nos mercados pelas operações de refinanciamento dos bancos.

Para Greenspan, o processo de recapitalização iniciado pela ex-administração de George W. Bush para melhorar a situação dos bancos se interrompeu desde a chegada da equipe de Barack Obama ao governo.

"No entanto, o reinício de uma atividade normal de empréstimos dos bancos necessitará de uma importante injeção de capitais de fontes privadas e públicas", destacou.

Leia mais sobre bancos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.