Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancos começam a revelar exposições ao Lehman Brothers

SÃO PAULO - Grandes bancos em todo o mundo estão indo a público para informar o valor de suas exposições ao Lehman Brothers, banco americano de investimento que pediu concordata ontem. O holandês ING calculou que o impacto direto sobre seu lucro deve ser de cerca de 100 milhões de euros, em uma base antes de impostos.

Valor Online |

Desse montante, 40 milhões de euros viriam do não recebimento de empréstimos e títulos e os outros 60 milhões, da reorganização de operações com derivativos.

O suíço UBS, por sua vez, distribuiu nota para dizer que o custo total de encerrar todas as suas exposições líquidas, diretas e de parceiros, não deve ultrapassar US$ 300 milhões.

O japonês Mizuho Financial Group estimou em cerca de US$ 112,5 milhões o total de créditos de difícil recebimento do Lehman, divididos em empréstimos e bônus da Lehman Holdings. Outro banco japonês, o Sumitomo, informou ter empréstimos de US$ 980 milhões ao Lehman, mas US$ 880 milhões deles têm garantias.

A seguradora Axa declarou ser dona de 0,05% do capital votante do Lehman Brothers e ter uma exposição de crédito de cerca de 300 milhões de euros. Além disso, a empresa informou ter também exposição de 150 milhões de euros e uma fatia de 0,02% do capital votante da AIG, seguradora que enfrenta dificuldades.

"(Valor Online)"

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG