Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancos centrais atuam para ampliar liquidez no sistema financeiro

SÃO PAULO - Os bancos centrais resolveram realizar uma ação coordenada visando acalmar o setor financeiro. A iniciativa envolve o Federal Reserve (Fed), o Banco da Inglaterra, o Banco Central Europeu (BCE), o Banco do Japão e o Banco Nacional da Suíça, fora o Banco do Canadá.

Valor Online |

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do banco central dos Estados Unidos autorizou uma expansão de US$ 180 bilhões em seus acordos de trocas de moedas (linhas de swap).

Foram ampliadas as linhas com o BCE e com o Banco Nacional da Suíça em US$ 55 bilhões e em US$ 15 bilhões, respectivamente, para US$ 110 bilhões e US$ 27 bilhões.

Além disso, novos acordos de trocas de moedas foram autorizados com o Banco do Japão, Banco da Inglaterra e Banco do Canadá, conforme nota do Fed. Esses acertos proverão até US$ 60 bilhões para o Banco do Japão, US 40 bilhões para o Banco da Inglaterra e US$ 10 bilhões para o Banco do Canadá.

As medidas representam um esforço para colocar mais dinheiro nos mercados financeiros e ajudar a atividade econômica. "Os bancos centrais continuam trabalhando juntos e de perto e tomarão os passos apropriados para lidar com as pressões em curso", avisou a autoridade monetária dos EUA.

No comunicado divulgado hoje, o Fed observou que todos esses acordos de trocas de moedas valem até 30 de janeiro de 2009.

Nos últimos dias, os BCs têm atuado para dirimir os problemas no ambiente financeiro após o colapso do banco de investimentos Lehman Brothers, que na segunda-feira pediu proteção contra os credores, seguido dos rumores sobre a situação da seguradora AIG, que levaram o Fed a anunciar um empréstimo de US$ 85 bilhões para a empresa.

"(Valor Online)"

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG