SÃO PAULO - A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse hoje que a decisão de Henrique Meirelles de permanecer à frente do Banco Central (BC) é "bem-vinda". Em nota, o presidente da entidade, Fabio Barbosa, elogiou a atuação do mandatário do BC, destacando que Meirelles, junto com o governo Lula, contribuiu para consolidar a percepção da importância de um banco central "vigilante e atuante", com vistas à estabilidade da moeda. Barbosa ainda garante que Meirelles continuará contando com o apoio da Febraban e dos bancos associados. Ao anunciar sua continuidade no comando do BC, Meirelles disse hoje que nunca teve ambições políticas. Ele era cotado a ser vice na chapa da pré-candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, ou mesmo a disputar um cargo no Senado ou no governo de Goiás.

SÃO PAULO - A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse hoje que a decisão de Henrique Meirelles de permanecer à frente do Banco Central (BC) é "bem-vinda". Em nota, o presidente da entidade, Fabio Barbosa, elogiou a atuação do mandatário do BC, destacando que Meirelles, junto com o governo Lula, contribuiu para consolidar a percepção da importância de um banco central "vigilante e atuante", com vistas à estabilidade da moeda. Barbosa ainda garante que Meirelles continuará contando com o apoio da Febraban e dos bancos associados. Ao anunciar sua continuidade no comando do BC, Meirelles disse hoje que nunca teve ambições políticas. Ele era cotado a ser vice na chapa da pré-candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, ou mesmo a disputar um cargo no Senado ou no governo de Goiás. Apesar de garantir a permanência e atender a um pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Meirelles assinalou que não cogita seguir no comando do BC em 2011, mesmo se Dilma Rousseff ganhar as eleições e lhe fizer o convite. (Eduardo Laguna | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.