Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco Votorantim será reestruturado antes da venda para o BB

SÃO PAULO - Depois de alguns desentendimentos e meses de negociação, o Banco do Brasil fechou a compra de uma participação do Banco Votorantim. A estatal desembolsará R$ 4,2 bilhões por 49,99% do capital votante e 50,00% do capital total do banco da família Ermírio de Moraes.

Valor Online |

 

Em comunicado, os bancos afirmam que a operação visa a combinação de forças e estratégias complementares, mas vale lembrar que o assunto "venda do BV" surgiu depois que a instituição perdeu dinheiro com derivativos.

De acordo com o comunicado divulgado nesta sexta-feira, o BB fortalece sua atuação no mercado de financiamento de veículos, além de ganhar corpo em outros segmentos de mercado como "corporate banking" e mercado de capitais.

Antes de fechar a compra, o BV vai passar por uma reestruturação. A Votorantim Finanças (VF) comprará todas as ações do BV e converterá 10% das ações ON do BV em ações PN. Depois a VF venderá ao BV as participações que detém nas subsidiárias BV Sistemas, CP Promotora de Vendas, Votorantim Corretora de Seguros e Votorantim Bank Limited. Finda tal operação, essas sociedades passarão a ser controladas pelo BV. Também está previsto o pagamento de R$ 750 milhões em dividendos à VF.

Feita a reestruturação, o BB comprará, por R$ 3 bilhões, as ações ON do Banco Votorantim que são, agora, da Votorantim Finanças. A estatal também se comprometeu a pagar R$ 1,2 bilhão por 7,412 milhões de ações PN que serão emitidas pelo BV.

Leia mais sobre Banco do Brasil

Leia tudo sobre: banco do brasilbancos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG