Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco tem planos de voltar à liderança

Em novembro de 2008, a fusão entre Itaú e Unibanco tirou do Bradesco uma liderança de 47 anos do sistema bancário privado brasileiro. Pouco depois, em fevereiro de 2009, a instituição de Cidade de Deus trocou o presidente executivo.

AE |

Em novembro de 2008, a fusão entre Itaú e Unibanco tirou do Bradesco uma liderança de 47 anos do sistema bancário privado brasileiro. Pouco depois, em fevereiro de 2009, a instituição de Cidade de Deus trocou o presidente executivo. Saiu Márcio Cypriano e assumiu Luiz Carlos Trabuco Cappi. Ainda que adote um tom de cautela ao falar da volta à liderança, Trabuco, como é conhecido no mercado, deixa claro que esse é um dos principais objetivos do Bradesco nos próximos anos. Para tanto, iniciou, logo depois que assumiu o cargo, mudanças na instituição. Uma delas envolve um rodízio de executivos por diferentes cargos. Outra é o envio de profissionais considerados promissores para estudar no exterior, principalmente nos EUA.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG