Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco Pine tem lucro de R$ 33,4 mi no trimestre, baixa de 25%

SÃO PAULO - O Banco Pine fechou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 33,4 milhões, o que representa uma queda de 25% em relação ao ganho obtido no mesmo período do ano passado, de R$ 44,7 milhões. O resultado bruto da intermediação financeira recuou 21% na mesma comparação, para R$ 103,3 milhões.

Valor Online |

Diante da incerteza dos agentes sobre a saúde financeira dos bancos de menor porte, o Pine dedica um bom espaço de sua apresentação de resultados para assegurar o adequado casamento de prazos entre ativos e passivos e também sua posição de liquidez.

Do total de captações, 27,4% vencem em até três meses e 28,9% entre três meses e um ano. Do lado do crédito, 29% das operações vencem em até 90 dias e 37,2% entre três meses e um ano. A instituição revelou ainda que, ao final de setembro, sua posição de caixa disponível era o equivalente a 33% do total de depósitos a prazo na mesma data. Ela não informa, no entanto, como este índice se comportou em outubro.

Na análise de 12 meses até setembro, os depósitos totais do banco aumentaram 27,6%, para R$ 2,147 bilhões. Mas na comparação com junho, houve uma queda de 8,7%. Este recuo foi compensado por outras formas de funding, fazendo com que a captação total do banco - excluindo cessão de carteira - tenha ficado praticamente estável entre junho e setembro (+0,8%), para R$ 3,277 bilhões.

Na área de cessão de crédito, houve um recuo de 2% no saldo de operações no terceiro trimestre, para R$ 1,005 bilhão. Segundo o banco, isso ocorreu por conta da decisão de reduzir as operações de crédito consignado, " em decorrência das mudanças regulatórias e mercadológicas " neste mercado.

A orginação de novas operações de consignado somou apenas R$ 21 milhões no terceiro trimestre, uma queda de 83% sobre o volume liberado no segundo trimestre deste ano. O saldo da carteira desta linha recuou 10,8% entre o segundo trimestre o terceiro, tendo somado R$ 1,351 bilhão ao final de setembro.

Essa redução se deveu à estratégia do Pine de se concentrar em operações de crédito para empresas. Mesmo assim, diante da postura conservadora da instituição nos últimos meses, a carteira de crédito para empresas ficou estável em R$ 3,53 bilhões entre junho e setembro, apesar de ter mostrado crescimento de 40,4% na comparação em 12 meses.

O banco afirmou que não opera com contratos derivativos exóticos com clientes ou outras contrapartes e destacou que os níveis de inadimplência nas operações de crédito seguem em patamares historicamente baixos.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG