As ações do banco nova-iorquino Lehman Brothers caíam nesta segunda-feira em Wall Street, alcançando o valor mínimo da história, em meio à preocupação do mercado com sua fragilidade - dois terços de sua atividade repousam sobre o mercado hipotecário.

A ação do Lehman fechou em baixa de 14,07%, sendo negociada a 12,40 dólares, depois de ter sido cotada em fevereiro passado em 66 dólares. A ação caiu para o piso absoluto desde a introdução do grupo na Bolsa em maio de 1994.

O apoio oferecido pelas autoridades americanas aos grupos de refinanciamento hipotecário Fannie Mae e Freddie Mac não foi suficiente para tranqüilizar o mercado com relação a Lehman Brothers.

O banco segue sob a ameaça de um cenário como o do Bear Stearns, que em poucos dias foi quase à quebra por não conseguir financiamento no mercado, só se salvando com a intervenção do Federal Reserve (Fed), que patrocinou sua compra a baixo preço por JPMorgan.

leb/fga/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.