Copenhague, 23 out (EFE).- O Riksbank (Banco Nacional da Suécia) cortou hoje as taxas de juros em meio ponto, para 3,75%, 15 dias após anunciar um corte similar que agora considera insuficiente por causa da crise financeira mundial.

"Acreditamos que a crise aguçará a atual baixa conjuntura com um mercado de trabalho mais fraco e uma inflação mais baixa como conseqüências. Para suavizar os efeitos na economia sueca, é necessário diminuir os juros em um curto período", assinalou em comunicado.

Segundo os cálculos do Riksbanken, as taxas de juros descerão pelo menos outro meio ponto nos próximos seis meses, para 3,2% em 2009 e 3,4% em 2010.

O corte anterior, anunciado no último dia 8, foi produto de uma ação coordenada de vários bancos centrais, entre eles o Banco da Inglaterra, o Banco Central Europeu (BCE), o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e o Banco do Canadá.

O Riksbank elevou suas previsões sobre desemprego para a Suécia, com um teto de 7,6% em 2010, o que equivale a 0,7 ponto a mais que no cálculo anterior. EFE alc/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.