Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco inglês calcula prejuízo de instituições financeiras em US$ 2,8 trilhões

Londres, 28 out (EFE).- O Banco da Inglaterra calculou hoje em US$ 2,8 trilhões os prejuízos sofridos pelas instituições financeiras - bancos, seguradoras e fundos de investimento - de todo o mundo na atual crise econômica.

EFE |

Este valor, incluído no relatório semestral do City of London, publicado nesta terça, dobra cálculos anteriores sobre potenciais prejuízos dos bancos.

Nos Estados Unidos os prejuízos passaram de US$ 739 bilhões para US$ 1,57 trilhão e na Europa de 344 bilhões de euros para 785 bilhões de euros.

Segundo o relatório, os Governos gastaram mais de US$ 1,1 trilhão no resgate ao setor financeiro.

O banco emissor do Reino Unido defende uma drástica reforma do sistema bancário mundial para prevenir uma repetição do ocorrido e ressalta que, em seu tempo devido, os prejuízos sofridos até agora poderão reduzir um terço ou até a metade.

O chamado Relatório sobre Estabilidade Financeira Global diz que os 50 bilhões de libras comprometidas pelo Governo britânico para ajudar os bancos do país em dificuldades representam um balão de oxigênio por evitar que eles tenham de vender ativos rapidamente a preços de saldo.

O Banco calcula que as perdas de valor de seus ativos nas diferentes instituições financeiras no Reino Unido mais que dobraram em relação aos cálculos realizados em abril.

Segundo o relatório, as perdas por valor de mercado no Reino Unido são de 123 bilhões de libras (quase US$ 191 bilhões), enquanto em abril se falava de apenas 63 bilhões de libras.

No entanto, até agora os bancos britânicos só reduziram o valor de seus ativos em menos de 20 bilhões de libras (US$ 31 bilhões).

EFE jr/fh/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG