Tamanho do texto

O Conselho de Vigilância do banco francês Caisse dEpargne autorizou seu diretório a iniciar negociações com o grupo Banque Populaire para uma aproximação dessas duas instituições, anunciou nesta quarta-feira a primeira em um comunicado.

Essa "aproximação de seus órgãos centrais" permitirá "constituir o segundo maior grupo bancário francês", segundo um comunicado.

O Banque Populaire pretende oficializar nesta quarta-feira esse projeto de fusão que foi acelerado devido aos últimos acontecimentos ligados à crise financeira mundial.

"O novo conjunto teria fundos próprios de mais de 40 bilhões de euros, 480 bilhões em poupanças e depósitos (...) uma rede de 8.200 agências na França e quase 100.000 colaboradores", indica o comunicado.

"Terá como base duas redes complementares cuja identidade e autonomia serão mantidas através de um modelo descentralizado", acrescentou.

evs/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.