O Banco Central do Japão (BoJ) anunciou nesta terça-feira que injetará 10 trilhões de ienes (114 bilhões de dólares) nas instituições financeiras com a compra de ativos, para acalmar os mercados e respaldar a economia ameaçada pela deflação e a alta da moeda japonesa.

A medida não convencional, adotada por unanimidade no comitê de política monetária, será válida durante três meses.

"Consideramos que é o meio mais eficaz para apoiar a recuperação econômica", explica um comunicado.

O comitê de política monetária também decidiu manter a taxa básica de juros inalterada em 0,1%.

kdf/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.