Medida visa dar mais segurança aos mercados após a Bolsa de Tóquio cair 3%

SÃO PAULO - O Banco do Japão (BOJ, na sigla em inglês) colocou à disposição das instituições financeiras 2 trilhões de ienes (US$ 22,5 bilhões) em operação de emergência para dar liquidez.

Com a iniciativa, a autoridade monetária japonesa visa "aumentar a sensação de segurança nos mercados por meio da oferta de amplos recursos" em meio ao temor global com a crise da dívida da Grécia e com o possível contágio a outros países.

O premiê japonês Yukio Hatoyama disse haver necessidade de tomar medidas depois de a Bolsa de Tóquio fechar com queda de 3% nesta jornada e acompanhar a paridade do iene em relação ao euro. "Estou muito preocupado", comentou a jornalistas. "O governo deve tomar medidas responsáveis", acrescentou sem dar mais detalhes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.