Com as restrições no crédito externo, o Banco do Brasil (BB) está administrando com prudência a oferta de linhas de comércio exterior. O BB está atendendo ao maior número possível de empresas, disse o presidente do BB, Antonio de Lima Neto.

Ele admitiu que a demanda aumentou muito, enquanto a oferta de crédito internacional diminuiu, em razão da crise.

Empresas que tradicionalmente tomavam empréstimos em outros bancos estão procurando o BB, que, nos últimos dias, assumiu a liderança nas operações de comércio exterior.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.