O Banco do Brasil deve anunciar hoje a conclusão do acordo com a empresa espanhola Mapfre para criar uma das maiores seguradoras da América Latina em ramos elementares (seguros de carros, seguro rural, residências e apólices corporativas). A empresa que nasce da fusão terá ativos avaliados em cerca de R$ 11 bilhões.

O Banco do Brasil deve anunciar hoje a conclusão do acordo com a empresa espanhola Mapfre para criar uma das maiores seguradoras da América Latina em ramos elementares (seguros de carros, seguro rural, residências e apólices corporativas). A empresa que nasce da fusão terá ativos avaliados em cerca de R$ 11 bilhões. Pelo acordo, que vinha sendo negociado desde o anúncio da parceria, em outubro, serão criadas duas holdings e quatro grandes seguradoras, divididas por áreas. A transação envolveu 11 empresas dos dois grupos. Com a conclusão da transação, a Mapfre deve se tornar a maior seguradora do Brasil e a Aliança, do Banco do Brasil, a segunda. Atuaram no negócio o escritório Azevedo Sette Advogados e o banco Santander, pela Mapfre, e o escritório Velloza, Girotto e Lindenbojm Advogados Associados e o banco BTG Pactual pelo BB. Reestruturação. O Banco do Brasil começou a reestruturar sua área de seguros no final do ano passado, para aumentar o participação do segmento nas receitas totais do banco. No dia 30 de abril, anunciou a reestruturação da Brasilprev, focada em planos de previdência complementar. O grupo americano Principal comprou a participação do Sebrae na Brasilprev e passou a deter 50,01% das ações ON da companhia, além de ficar com 25,005% do capital social. Os americanos têm ainda acordo de exclusividade e a parceria foi renovada até 2032. Além do anúncio da conclusão do acordo entre Banco do Brasil e Mapfre, a expectativa é que hoje também seja conhecido o destino da seguradora SulAmérica na Brasil Saúde, a última das cinco seguradoras do BB que falta ser reestruturada. A expectativa do mercado é que a SulAmérica continue na parceria. Em outubro do ano passado, a seguradora concordou em se desfazer de 30% na Brasilveículos, seguradora que foi incorporada no acordo com a Mapfre. O Brasil já responde por 10,5% do lucro mundial da Mapfre, de acordo com balanço divulgado esta semana pela seguradora espanhola.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.