Tamanho do texto

SÃO PAULO - O Banco da Inglaterra (BOE, na sigla em inglês) acredita que a inflação abrandará significativamente no próximo ano. No Relatório de Inflação divulgado nesta quarta-feira, consta a expectativa de que o índice de preços ao consumidor ficará abaixo da meta perseguida pelo governo da região, de 2%, em dois anos se a taxa de juro continuar em 5%.

O dirigente do banco, Mervyn King, notou que a perspectiva de curto prazo para a inflação deteriorou-se desde maio em razão da queda nos preços da energia, mas ponderou haver riscos, como aqueles advindos do aumento dos salários.

A autoridade monetária reviu a previsão para o crescimento econômico do Reino Unido, alertando que a região passará por um ajuste doloroso e um 2009 difícil.

Segundo King, a economia britânica enfrentará um ajuste doloroso e difícil em razão dos altos preços da energia e da commodity e dos problemas nos mercados imobiliário, bancário e de crédito. Este ajuste não pode ser evitado e como conseqüência a inflação está subindo e o crescimento está diminuindo, observou, reforçando que o próximo ano será duro.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.