Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco da Inglaterra mantém taxa de juros em 5%, apesar do risco de recessão

Londres, 4 set (EFE).- O Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra decidiu hoje manter a taxa básica de juros no Reino Unido em 5%, apesar da ameaça de recessão.

EFE |

Ao final de sua reunião de dois dias, o banco central britânico deixou a taxa inalterada pelo quinto mês consecutivo, depois que em dezembro, fevereiro e abril a havia reduzido em 0,25 ponto percentual.

Durante os últimos meses, o Banco da Inglaterra combinou a preocupação com o arrefecimento econômico, que ameaça afundar o país em uma recessão, com o temor de um aumento dos preços.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do Reino Unido ficou em julho em 4,4% em taxa anualizada, acima do objetivo oficial de 2%.

O Banco da Inglaterra, assim como o Banco Central Europeu (BCE), deu prioridade nos últimos meses à luta contra inflação, por isso os cortes de juros realizados foram menores que as do Federal Reserve (Fed, banco central americano), que entre setembro de 2007 e abril deste ano reduziu a taxa de 5,25% para 2%.

Devido às pressões inflacionárias previstas pelo Banco da Inglaterra para os próximos meses, os especialistas não previam, até o momento, uma redução de juros antes do fim do ano.

No entanto, o recente relatório sobre a piora da situação econômica levou alguns economistas e analistas a defender a redução da taxa de juros.

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) anunciou esta semana que, embora o PIB do Reino Unido possa crescer 1,2% este ano, a economia britânica poderia entrar em recessão no segundo semestre, com baixas de 0,3% e 0,4% anual no terceiro e quarto trimestres, respectivamente. EFE pdj/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG