O Banco da Inglaterra (BoE) cortou nesta quinta-feira a taxa básica de juros em nível recorde, de 1,5 pontos percentual, a 3%, no momento em que a Grã-Bretanha avança para a recessão, com uma queda pronunciada da inflação.

"Observamos uma queda muito marcante das perspectivas econômicas para a economia nacional e mundial", justifica a instituição no comunicado que anuncia a decisão.

Uma queda desta magnitude não acontecia desde 1981.

Os economistas previam um corte de um ponto percentual no máximo.

O BoE se uniu assim ao corte dos bancos centrais que flexibilizaram recentemente suas políticas monetárias.

Em um mês, O Federal Reserve (Fed, banco central americano) reduziu a taxa de juros em um ponto, a 1%, o Banco Central australiano em 0,75 ponto (a 5,25%) e até o do Japão, que tina pequena margem de manobra, anunciou um corte de 0,20 ponto, a 0,30%.

bcp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.