Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco da Espanha aponta permanência de retrocesso econômico

Madri, 5 dez (EFE).- O Banco da Espanha adverte que a atividade econômica espanhola continua em retrocesso durante o quarto trimestre do ano, em uma conjuntura na qual permanecem as incertezas provocadas pela crise financeira internacional.

EFE |

Em seu último boletim econômico, divulgado hoje, o organismo supervisor ressalta que o consumo privado mantém seu "enfraquecimento".

Assim demonstram, por exemplo, a queda de 48,8% dos emplacamentos de automóveis em novembro passado e a queda de 6,9% do índice de comércio no varejo de outubro.

Os dados relativos à construção, há pouco o motor da economia espanhola, refletem uma notável queda, com uma baixa de 34% no consumo de cimento e os dados de afiliação à Seguridade Social, que caíram 17% em outubro.

Isso aponta, segundo o Banco da Espanha, que a atividade sofrerá reduções "adicionais".

Além disso, o organismo destaca a "deterioração" dos serviços e a "piora recente" da produção industrial, que retrocedeu 8% em setembro.

O Banco da Espanha assinala que esta redução da atividade no quarto trimestre se produz de forma generalizada em quase todas as economias do mundo e em um entorno no qual se tem "multiplicado" os indícios de recessão na atividade das principais economias. EFE lbm/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG