Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco central tailandês reduz taxa de juros diante da crise política

Bangcoc - O Banco da Tailândia (autoridade monetária do país) reduziu nesta quarta-feira em um ponto a taxa de juros, para 2,75%, o maior corte em oito anos, a fim de evitar um prejuízo maior à economia devido aos protestos governamentais e à crise financeira global.

EFE |

 

"Os problemas políticos do país terão um maior impacto do que o previsto na economia, principalmente nos índices de confiança e no turismo", disse, em comunicado, o vice-presidente do Banco da Tailândia, Duangmanee Vongpradhip.

O responsável do banco central afirmou que a recessão global afetou o consumo interno dos países ocidentais, o que afetará negativamente as exportações na Tailândia, maior fonte de receita do país.

Hoje, aterrissou o primeiro vôo comercial no aeroporto internacional de Suvarnabhumi, em Bangcoc, que permaneceu uma semana fechado por causa dos protestos antigovernamentais.

No entanto, o prejuízo causado à imagem do país e ao setor do turismo não será resolvido em médio prazo, segundo os analistas.

Cerca de 300 mil passageiros perderam seus vôos devido ao bloqueio dos dois aeroportos da capital, ocupados por manifestantes da Aliança do Povo para a Democracia.

Segundo a Junta de Comércio da Tailândia, o fechamento do aeroporto internacional de Bangcoc representou perdas diárias de 3 bilhões de bahts (US$ 84,7 milhões), devido à paralisação do transporte de carga.

Leia também

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: tailândia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG