Brasília, 29 out - O Banco Central (BC) afirmou nesta quarta-feira que o acordo obtido com o Federal Reserve (Fed, a autoridade monetária dos Estados Unidos) para trocar divisas no valor de US$ 30 bilhões não implica condições em sua política monetária.

O Fed ofereceu também esta troca, no mesmo valor e até 30 de abril de 2009, às autoridades monetárias de México, Coréia do Sul e Cingapura.

Em comunicado, o BC explicou que os recursos serão usados para aumentar os fundos disponíveis para as operações de fornecimento de liquidez em dólares e que "contribuirá" para preservar a economia local das restrições de crédito.

Além disso, ressaltou "a importância da estreita cooperação" entre os diferentes bancos centrais para combater os efeitos das turbulências financeiras internacionais.

Na semana passada, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, antecipou a medida ao anunciar que outros bancos centrais - sem especificar quais - tinham proposto fazer operações de troca de reais por divisas locais.

Nas últimas semanas, o BC gastou bilhões de dólares em leilões da moeda americana para tentar conter a forte desvalorização do real contra a divisa dos EUA, que, nos últimos quatro meses, foi da ordem de 37%.

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.