SÃO PAULO - O banco central de Israel reduziu a taxa de juro de 4,25% para 3,75% nesta terça-feira. A medida não era aguardada por muitos participantes no mercado financeiro, que elogiaram a iniciativa.

A nova taxa terá efeito no dia 12 de outubro, depois do feriado de Yom Kippur.

A autoridade monetária deu três motivos para a decisão - a inesperada queda na inflação, o recuo continuado nos preços dos bens no mundo e a desaceleração prevista no ritmo da atividade econômica doméstica.

"O corte atual na taxa de juro fortalecerá a capacidade da economia de lidar com os desafios que enfrenta", sustentou o BC israelense.

Também hoje o banco central da Austrália reduziu em 1 ponto percentual a taxa de juro do país, de 7% para 6%. O corte correspondeu ao dobro do previsto por muitos economistas e foi o mais expressivo desde maio de 1992, quando a economia australiana estava caminhando para uma recessão.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.