Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco central chinês nega manipular câmbio do iuane, como acusam EUA

Pequim, 24 jan (EFE).- O Banco Popular da China negou hoje as acusações do novo secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, de que Pequim está manipulando o câmbio de sua moeda, o iuane, segundo um comunicado divulgado pela agência Xinhua.

EFE |

Su Ning, vice-presidente do banco central chinês, disse que a acusação pode desviar os esforços para amenizar as causas reais da crise financeira, e que, além disso, é "falsa e enganosa".

"Devemos evitar qualquer desculpa que leve à revitalização do protecionismo comercial. Porque não vai fazer nenhum bem na luta contra a crise, nem ajudará ao desenvolvimento estável e saudável da economia global", acrescentou Su.

Na quinta-feira, na Comissão de Finanças do Senado, Geithner disse que "o presidente (dos EUA, Barack) Obama, apoiado pelas conclusões de um amplo número de economistas, acredita que a China está manipulando sua moeda".

As declarações causaram irritação na China, onde foram vistas como um sinal de protecionismo por parte de Washington, e da política agressiva que a nova administração Obama pode aplicar contra a China. EFE mz/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG