Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Banco americano Lehman Brothers se declara em quebra após 158 anos

Redação central, 15 set (EFE).- O banco de investimento Lehman Brothers, quarta entidade dos Estados Unidos, pôs fim hoje a 158 anos de história nos quais superou a Guerra Civil americana, a crise ferroviária do final do século XIX, a Grande Depressão após a Crise de 1929 e o desastre do Long Term Capital Management, em 1998.

EFE |

A empresa, fundada em 1850 pelos irmãos Henry, Emanuel e Mayer Lehman, em Montgomery (Alabama), representa, com seus US$ 613 bilhões em dívidas, uma das maiores quebras dos EUA, à frente da do WorldCom, em 2002, e da Drexler Burnham Lambert, especialista em hipotecas "subprime" e que se declarou em quebra em 1990.

O banco, que dispõe de ativos no valor de US$ 639 bilhões, é um gigante com 25.935 funcionários distribuídos em 61 escritórios espalhados pelo mundo todo.

O Lehman Brothers esteve no ponto de mira dos mercados desde que explodiu a crise financeira no mês passado, por causa dos US$ 50 bilhões contaminados pela queda dos mercados imobiliários e das subprime.

Há cinco meses, o executivo-chefe do Lehman Brothers, Richard Fuld, avisou os acionistas que o pior ainda estava por vir.

A crise piorou quando, no último dia 10, a empresa de qualificação de riscos Moody's anunciou uma possível redução do "rating" - referente à classificação do crédito de uma empresa - da Lehman Brothers e mostrou que a mesma precisava de uma operação estratégica com um parceiro financeiro mais forte.

A queda na bolsa foi inevitável.

As ações da empresa acumularam, na última semana, uma queda de 77,4%, chegando aos US$ 3,65. No final de 2007, os títulos do quarto maior banco de investimento dos EUA eram negociados a US$ 65,44, o que significa que este ano caíram 94,4%.

Com o resgate do Bear Stearns pela JP Morgan, a quebra do Lehman Brothers e a compra da Merrill Lynch pelo Bank of America, restam somente dois grandes bancos de investimento americanos intactos após a crise: Goldman Sachs e Morgan Stanley.

O Lehman Brothers foi fundado em 1850 como uma pequena companhia dedicada ao comércio de algodão, mas no final daquele século já operava como entidade financeira.

Após a Crise de 1929, o Lehman Brothers foi um dos pioneiros em técnicas de intermediação financeira, buscando indivíduos que quisessem deixar seu dinheiro para grandes instituições.

A empresa deixou de levar o nome dos três fundadores em 1984, quando a American Express adquiriu a entidade e a fundiu com a Shearson. A instituição de cartões de créditos saiu do negócio em 1993, algo que devolveu o nome de Lehman Brothers à empresa.

Um ano depois, a Lehman Brothers começou a cotar em Nova York, após fazer uma oferta pública de ações, as mesmas que hoje ninguém quer ter em mãos. EFE ecm/fh/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG