Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bancários decidem nesta terça se cruzam os braços por tempo indeterminado

BRASÍLIA - Os sindicatos de bancários em todo o País realizaram, nesta terça-feira, assembléias para votar a proposta do Comando Nacional de greve de iniciar a greve nacional por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira. Os bancários estão de braços cruzados em Brasília, Salvador, Sergipe, Pará, Amapá, Pernambuco, Maranhão e Rio Grande do Norte.

Redação |

Acordo Ortográfico

Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), na última rodada de negociação, os bancos ofereceram reajuste de 7,5% sobre todas as verbas salariais, inclusive na PLR. De acordo com o Contraf, essa proposta representa um resjuste seria de apenas 0,35% acima da inflação de 7,15% medida pelo INPC do IBGE e, desta maneira, os bancos pagariam este ano uma PLR menor do que no ano passado.

"Mesmo sendo o setor da economia brasileira que tem os maiores lucros, os bancos fizeram uma proposta inaceitável que os bancários", afirmou Vagner Freitas, presidente da Contraf e coordenador do Comando Nacional de greve.

A Federação Brasileira dos Bancos informou que aguarda uma "proposta mais razoável" do sindicato para retomar as negociações e que este posicionamento não muda mesmo com a greve geral.

Leia mais sobre: greve dos bancários

Leia tudo sobre: bancosbancáriosgreve

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG