Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Ban pede ação urgente contra impacto da crise em emergentes

Nações Unidas, 13 out (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje uma ação multilateral urgente para aliviar o impacto da atual crise financeira nos países em desenvolvimento e que sejam feitas reformas profundas do sistema financeiro global.

EFE |

"Na ONU, temos que considerar uma ação multilateral urgente para aliviar o impacto dos recentes eventos na agenda de desenvolvimento da organização, que vai desde a aplicação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) às crises energética e alimentícia", assegurou Ban em uma declaração por escrito.

A ONU expressou sua preocupação por a crise financeira global acabar deteriorando a capacidade dos países ricos de proporcionar ajuda ao desenvolvimento, e que, no final, sejam as economias emergentes e em transição as vítimas das turbulências nos mercados.

"A crise financeira global está fazendo muitos danos à economia mundial", afirmou Ban.

O secretário-geral da ONU expressou também sua "profunda preocupação" com o impacto da crise no mundo em desenvolvimento, porque, segundo ele, isso pode supor "um sério atraso" com que prejudique a aplicação dos ODM.

"As iniciativas do FMI e do Banco Mundial para proporcionar liquidez com urgência aos países em desenvolvimento pode ajudá-los a reagir a algumas das conseqüências da crise, mas é preciso fazer mais", frisou, em referência às resolução dos dois organismos em uma assembléia no fim de semana. EFE emm/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG