O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York abriu o pregão regular desta sexta-feira em forte baixa. Às 12h33, registrava queda de 2,15% a 7.

948 pontos. O Nasdaq caía 1,54% a 1.442 pontos e o S&P 500 recuava 1,99% a 811 pontos. As Bolsas americanas são prejudicadas hoje por notícias corporativas negativas nos EUA. Os resultados da General Eletric (GE) mostraram queda de 44% no lucro líquido do quarto trimestre. O setor financeiro também deve pesar nos negócios hoje.

Além de alguns balanços desalentadores de hoje e dos bancos, as bolsas norte-americanas devem continuar a sentir o impacto do fraco resultado e das demissões anunciadas ontem pela Microsoft e de mais dados econômicos negativos divulgados na Europa.

O Reino Unido entrou em recessão, a primeira desde 1991, ao registrar dois trimestres consecutivos de retração econômica: queda 1,5% no PIB do quarto trimestre de 2008, após recuo de 0,6% no terceiro. Na Espanha, a taxa de desemprego subiu para 13,91% no quarto trimestre de 2008, o maior nível em oito anos.

"A decepção em torno das demissões na Microsoft e a leva de dados econômicos negativos recentes continuarão a pressionar o mercado", comentou Martin Slaney, chefe de derivativos da corretora GFT, em Londres, em uma nota a investidores. Um potencial acordo entre as farmacêuticas Pfizer Inc e Wyeth também atrai a atenção de investidores. Segundo The Wall Street Journal, a Pfizer negocia a compra da Wyeth, em um negócio que pode chegar a mais de US$ 60 bilhões. Uma combinação das duas gigantes do ramo farmacêutico pode redesenhar as fronteiras do setor, que tem sofrido com a diminuição do desenvolvimento de produtos e com custos fixos elevados.

Ainda no lado corporativo, os resultados da General Eletric ficaram dentro do esperado. A companhia teve queda de 44% no lucro líquido do quarto trimestre e disse esperar "um ano extremamente difícil em 2009". Enquanto isso, a Xerox registrou queda de 99,7% no lucro líquido do quarto trimestre, para apenas US$ 1 milhão por causa dos custos representados pela demissão de 5% de sua força de trabalho.

Ainda hoje pela manhã, a Harley-Davidson anunciou demissão de 1.100 empregados em 2009 e 2010, após retração de 58% no lucro do quarto trimestre. A Schlumberger, gigante no fornecimento de serviços para a indústria de petróleo, foi outra a anunciar queda - de 17% - no lucro do trimestre. Ontem à noite, após o fechamento do mercado, o Google anunciou diminuição de 68% no lucro líquido do quarto trimestre, mas os números ficaram acima do esperado pelos analistas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.