Pequim, 10 mai (EFE).- O comércio exterior da China voltou a seus frequentes números positivos no mês de abril, com um superávit de US$ 1,680 bilhão, após ter registrado em março seu primeiro déficit comercial em seis anos, informou hoje a Administração Geral de Alfândegas.

Pequim, 10 mai (EFE).- O comércio exterior da China voltou a seus frequentes números positivos no mês de abril, com um superávit de US$ 1,680 bilhão, após ter registrado em março seu primeiro déficit comercial em seis anos, informou hoje a Administração Geral de Alfândegas. O superávit comercial de abril representou, no entanto, uma queda de 87% com relação ao registrado no mesmo mês de 2009, destacou a instituição, citada pela agência oficial "Xinhua". As exportações chinesas no quarto mês deste ano foram de US$ 119,920 bilhões, um aumento de 30,5% frente a abril de 2009, enquanto as importações chegaram a US$ 118,240 bilhões, alta de 49,7%. No total, o comércio exterior chinês no mês passado foi de US$ 238,160 bilhões, uma alta de 39,4% frente a abril de 2009. No total acumulado nos primeiros quatro meses do ano, o comércio exterior chinês chegou a US$ 855,990 bilhões, uma alta de 42,7% frente ao mesmo período de 2009, mas o superávit comercial é de apenas US$ 16,110 bilhões, queda de 78,6%. Nas últimas três décadas, o país dependeu das exportações, especialmente de produtos de baixo preço e pouco valor agregado, para manter seu rápido crescimento econômico - em torno de 10% anual - e se transformar na terceira economia mundial, a ponto de passar a segunda, o Japão. A crise financeira mundial causou uma forte redução das vendas chinesas ao exterior, por isso que a China, a maior exportadora mundial desde 2009, atualmente tenta mudar seu modelo para fomentar mais o consumo interno. EFE abc/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.