Tamanho do texto

SÃO PAULO - A balança comercial brasileira verificou em janeiro resultado negativo de US$ 518 milhões, informou o ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) em nota em sua página eletrônica nesta segunda-feira. O resultado marca o primeiro resultado negativo mensal desde março de 2001, quando o déficit foi de US$ 274 milhões.

No mês passado, com 21 dias úteis, as exportações somaram US$ 9,788 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 10,306 bilhões.

Pelo critério da média diária, o déficit registrado no primeiro mês deste ano (média diária negativa de US$ 24,7 milhões) representa um desempenho 158,9% menor que a média diária registrada em janeiro de 2008 (US$ 41,9 milhões).

A média diária exportada no mês (US$ 466,1 milhões) representou uma queda de 22,8% em relação ao desempenho médio diário registrado em janeiro de 2008 (US$ 603,5 milhões). Já as importações fecharam o mês com média diária de US$ 490,8 milhões, com queda de 12,6% na comparação com janeiro do ano passado (US$ 561,6 milhões). Em relação a dezembro passado, a média diária exportada registrou queda de 25,8% e a média das importações foi 6,3% inferior.

No primeiro mês de 2008, com um dia útil a mais do que neste calendário, a balança comercial registrou saldo positivo de US$ 922 milhões, decorrentes de vendas externas de US$ 13,277 bilhões e compras de US$ 12,355 bilhões.

Apenas na última semana de janeiro deste exercício, compreendida pelos dias 26 a 31 (cinco dias úteis), houve superávit comercial de US$ 127 milhões. Nas três semanas anteriores, a balança comercial ficou deficitária.

No mês final do ano passado, a balança comercial acabou superavitária em US$ 2,301 bilhões. Em janeiro daquele mesmo exercício, o saldo comercial foi positivo em US$ 922 milhões.

Manufaturados

As exportações de manufaturados puxaram a queda da balança comercial em janeiro. A queda, segundo os dados do MDIC, foi de 34% em relação ao mesmo período do ano passado. 

A retração foi puxada pela redução das vendas de automóveis de passageiros em 56% no mês. Os embarques de autopeças também despencaram, com queda de 50,7%. Os números mostram ainda uma queda de 39,8% nas vendas de laminados planos; 39,2% de aparelhos transmissores e receptores; e 37,9% de pneumáticos.

Por outro lado, as exportações de açúcar refinado (produto manufaturado) cresceram 19,3%; etanol, 7,1%; tubos flexíveis de ferro e aço cresceram 405,3%; e tubos de ferro/aço, 137,3%. As exportações de manufaturados em janeiro somaram US$ 4,326 bilhões, ante US$ 6,864 bilhões em janeiro de 2008. A média diária exportada caiu de US$ 312 milhões para US$ 206 milhões.

As exportações de produtos básicos caíram 6,5% e de semimanufaturados, 13,7%, na mesma base de comparação. Em relação a dezembro deste ano, as exportações de manufaturados caíram 37,6% e de básicos, 21,2%. Já as exportações de semimanufaturados cresceram 12,3%.

(Com informações do Valor Online e Agência Estado)

Leia mais sobre balança comercial