Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bachelet pede unidade aos chilenos para enfrentar crise financeira

Santiago do Chile, 24 dez (EFE).- A presidente do Chile, Michelle Bachelet, pediu hoje aos chilenos para enfrentar com unidade os efeitos que a crise financeira mundial terá no país, especialmente seu impacto no emprego, em 2009.

EFE |

"O ano de 2009 não será um ano fácil", disse Bachelet após visitar uma creche na capital.

"Mas, assim como sou realista e sempre falo as coisas com a verdade, também acho que se todos nos unirmos e ficarmos juntos, vamos poder agüentar bem o impacto que a crise possa ter em nosso país", destacou Bachelet.

A governante reafirmou as previsões pessimistas para 2009 em matéria econômica devido à desaceleração mundial, justo em um ano marcado no Chile pelas eleições presidenciais e parlamentares fixadas para fins de dezembro.

Diante da crise econômica global, alguns setores produtivos chilenos, como o florestal e o da construção, paralisaram prédios ou projetos imobiliários, enquanto na mineração foram interrompidas ampliações perante a queda no preço das matérias-primas.

Nos últimos meses, Bachelet lançou vários pacotes de medidas econômicas para combater os efeitos da crise internacional no Chile, o que foi avaliado por diferentes setores e se refletiu em uma melhoria de sua popularidade nas pesquisas.

Para 2009, estima-se uma expansão da economia chilena em uma categoria de entre 2% e 3%, contra 4%-4,5% do crescimento previsto para este ano. EFE mc/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG