Santiago do Chile, 13 out (EFE) - A presidente do Chile, Michelle Bachelet, destacou a união nacional existente frente à crise financeira internacional e acrescentou que o país está bem preparado, mas mas não pode fingir ser imune à conjuntura.

A governante fez a declaração em uma "cúpula política" com os líderes de todos os partidos chilenos na qual se analisou a crise financeira e seus efeitos no país.

O Chile tem "forças" para enfrentar a crise, destacou Bachelet em discurso ao fim da reunião, da qual participaram os líderes de todos os partidos políticos, desde a ultraconservadora União Democrata Independente (UDI) até o Partido Comunista.

Nesse contexto, Bachelet ressaltou que todos os setores concordam em que a "conjuntura internacional deve ser enfrentada com união nacional, e não buscando vantagens que não ajudam".

"Novamente, o Chile está demonstrando ao mundo que, em momentos de dificuldade, somos capazes de chegar a um acordo e trabalharmos juntos para seguir em frente", assegurou.

"Esta vontade unitária é nossa mais importante couraça perante a incerteza que vem dos mercados", acrescentou. EFE ns/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.