SÃO PAULO - Após ter seu pedido negado em primeira instância, a Azul Linhas Aéreas entrou com recurso no Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região para fazer voos entre o Santos Dumont, no Rio, e Viracopos, em Campinas (SP). A empresa entrou com um agravo de instrumento, ontem, contra a decisão da 16ª Vara da Justiça Federal que, na terça-feira, negou um mandado de segurança para o início da operação no aeroporto carioca.

Atualmente, o Santos Dumont só pode ter operações para Congonhas, em São Paulo, e de aviões turboélice de até 50 lugares. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vem tentando extinguir a restrição. Ontem, segundo a Agência Brasil, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, viajou ao Rio para se reunir com o governador Sérgio Cabral (PMDB) e " tentar reduzir o atrito político e comercial em torno da proposta da Anac " de liberar o Santos Dumont. Cabral é o maior opositor à abertura do aeroporto.

(Roberta Campassi | Valor Econômico)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.