SÃO PAULO - O fim de semana não aplacou a aversão ao risco que marcou os últimos dia da semana passada e a formação da taxa de câmbio capta isso diretamente. Desconfiados com o futuro da dívida da Grécia e de outros participantes na zona euro, os agentes correm em busca de proteção e liquidez na moeda americana.

Por aqui, isso resultava em dólar comercial acima de R$ 1,80. Por volta das 10h30, a moeda era negociada a R$ 1,809 na compra e R$ 1,811 na venda, elevação de 0,66%.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F) a divisa americana para entrega em abril também é bem demandada, o que resulta em alta de 0,38%, para R$ 1,8125.

Além das questões envolvendo a Grécia, há certa preocupação com a relação à China e aos Estados Unidos. No fim de semana, o ministro chinês do Comércio, Chen Deming, disse que o país vai retaliar os EUA comercialmente caso o país insista em dizer que o yuan é uma divisa manipulada.

(Eduardo Campos | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.