BRASÍLIA - A avaliação positiva do governo federal subiu com força no último trimestre do ano. A parcela dos entrevistados na pesquisa CNI/Ibope que avaliam o governo como ótimo ou bom ficou em 73% em dezembro, ante os 69% registrados em setembro, quando o levantamento anterior foi realizado.

Foi o patamar mais elevado já apurado por um presidente e supera em um ponto percentual a avaliação de Jose Sarney no auge do plano cruzado, em setembro 1986.

A avaliação negativa, ou seja, a fatia que acha o governo ruim ou péssimo, caiu 2 pontos percentuais, indo de 8% em setembro para 6% em dezembro. Com isso, a diferença entre a avaliação positiva e a negativa passou a ser de 67 pontos ante os 61 pontos verificados no levantamento anterior.

O índice dos que consideraram a gestão regular apresentou leve alteração na comparação com o estudo antecedente, indo de 23% para 20%.

De acordo com a CNI, o saldo positivo de avaliação administração Luiz Inácio Lula da Silva é verificado em todos os segmentos sócio-econômicos, com maior intensidade nas faixas de menor escolaridade e renda, na região Nordeste e nas cidades com população entre 20 mil e 100 mil habitantes.

A pesquisa foi realizada entre os dias 5 e 8 de dezembro, com 2.002 entrevistas em 141 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.