Tamanho do texto

WASHINGTON - O número de trabalhadores norte-americanos que deram entrada em novos pedidos de auxílio desemprego subiu na semana passada para o maior patamar em 16 anos, mostraram dados do Departamento do Trabalho nesta quinta-feira, à medida que um severo ambiente econômico forçou os empregadores a reduzir contratações.

Os pedidos iniciais de benefícios estatais de seguro-desemprego totalizaram 542 mil na semana que terminou em 15 de novembro, frente ao registro revisado de 515 mil na semana anterior.

Uma autoridade do Departamento de Trabalho afirmou que não houve fatores especiais influenciando o relatório.

Analistas consultados pela Reuters previam 505 mil novos pedidos, contra a leitura de 516 mil divulgada uma semana antes.

A média móvel das quatro semanas dos novos pedidos, melhor indicador das tendências do mercado de trabalho por ofuscar a volatilidade semanal do indicador, subiu para 506.500, frente a 490.750 uma semana antes e o maior patamar desde o início das medições em 1983.

Os pedidos contínuos chegaram a 4,012 milhões na semana encerrada em 8 de novembro, segundo os dados mais recentes disponíveis, acima dos 3,903 milhões da semana anterior e o maior patamar desde dezembro de 1982.

Leia mais sobre desemprego nos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.