Copenhague, 1 jul (EFE).- A Unidade da Polícia para Crimes Financeiros norueguesa determinou hoje uma multa de 2 milhões de coroas (250.

000 euros) ao grupo industrial alemão Siemens e a duas pessoas vinculadas à companhia, devido a um caso de corrupção.

A Siemens é acusada de cobrir as despesas de três funcionários do Ministério da Defesa norueguês no valor de cerca de 20.000 coroas (2.500 euros), em março de 2004.

A empresa já foi multada em 9 milhões de coroas (1,1 milhão de euro) em dezembro do ano passado pelas autoridades norueguesas, devido a uma acusação de suborno e fraude em um contrato com o Ministério da Defesa da SBS, antiga filial de telecomunicações do grupo, em 2001.

A Polícia mantém aberta uma investigação sobre a Siemens por possível fraude ao Ministério da Defesa cifrado em vários milhões, por contratos de serviços de assessoria com a SBS.

A firma alemã tem 14 dias de prazo para responder ao requerimento de hoje das autoridades norueguesas. Caso se negue a pagar, o caso irá aos tribunais. EFE alc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.