Roma, 16 out (EFE).- As autoridades italianas apreenderam hoje, em Nápoles, cerca de 600 litros de leite com melamina procedente da China, confirmou o ministro da Agricultura italiano, Luca Zaia, à rede de televisão pública Rai.

Segundo Zaia, é a maior apreensão de leite chinês já feita na Itália, graças a uma operação cujos detalhes serão oferecidos em entrevista coletiva nas próximas horas.

O leite foi expropriado junto com outros alimentos procedentes da China, em um negócio de importações situado em uma zona industrial de Nápoles.

O leite adulterado com melamina, uma substância química que engana os detectores de proteínas e que produz cálculos renais, causou a morte de quatro bebês e contaminou 53 mil menores na China.

EFE mcs/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.